Make your own free website on Tripod.com

 Wicca o caminho da magia


Wicca é um caminho incessante de luz, magia, amor e aprendizagem constante. Reverenciamos a natureza e vemos a verdadeira beleza divina do universo. Acreditamos que todos nós temos a capacidade de mudar o nosso próprio destino, e que temos o dever de escolher como usar esse poder. Não existe nenhuma bíblia ou profeta.
A nossa única regra é bastante simples e lógica: "
Desde que não prejudiques ninguém, faz o que te aprouver". Esta lei consta na  Wicca Rede, princípio base da wicca. Isto quer dizer, que poderemos fazer aquilo que nos aprouver, desde que não seja feito com a intenção de fazer mal a uma pessoa, animal, lugar, ou coisa. E quando digo a uma pessoa inclui-se nós próprios.
No seguimento desta regra está a
Lei do Retorno ( (threefold law  ), a qual diz que o que quer que seja que se envie, é nos, retribuído 3 vezes, seja o que enviamos positivo ou negativo.

A A Antiga Witchcraft é uma tradição da terra, baseada no antigo ( até mesmo pré- histórico )  paganismo. Wicca em si mesma é relativamente recente, proposta por Gerald Gardner, sendo uma reconstrução baseada na Antiga Religião e na Antiga wicthcraft.
No entanto os seus procedimentos são difíceis de definir por causa da perseguição, que ocureu na época da Caça ás Bruxas a partir da Idade Média, o que fez com que os praticantes e os seus registos se mantivessem escondidos ou fossem destruídos.
A maior parte dos wiccanos prestam culto á Grande Deusa e ao Grande Deus. Estes têm milhares de nomes que são atribuídos aos seus muitos aspectos por várias culturas, no entanto na Wicca de tradiçao Gardeniana os Deuses aos quais se presta culto são bastante precisos.
Cada nome atribuído á Deusa e ao Deus na antiga mitologia, representa uma faceta diferente das suas personalidades. Hoje, e dentro de uma tradição wicca mais ecléctica,  invocamo-los pelo nome que é mais apropriado ao propósito daquilo que queremos fazer.

A wicca é baseada no conceito de um equilíbrio natural e essencial. Todas as coisas têm uma "vida" espiritual - pessoas, animais, plantas e até as pedras. Tudo faz parte de um equilíbrio delicado de luz e escuridão, dia e noite, feminino e masculino. Até mesmo a Deusa e o Deus são ambos criadores e destruidores    (
destruidores aqui no bom sentido ). Eles dão a vida, cuidam dela e eventualmente extinguem-na. Este ciclo pode ser visto nas estações do ano e nos ciclos lunares e é frequentemente simbolizado pela Deusa Tripla- Donzela, Mãe e Anciã     (celtas  ).

A
Donzela cria, a Mãe faz crescer e a Anciã extingue.

Podemos constatar isso nas fases da Lua quando está em
crescente, depois preenche-se de luz prateada no seu apogeu em Lua cheia e volta a decrescer acabando por se extinguir de novo antes de tornar a crescer. Encontra-se assim a simbologia da Deusa Tripla - uma Lua Cheia com um crescente  e um minguante de cada lado.

          


Não acreditamos que a wicca possa ser a única vertente válida a ser praticada, nem tentamos converter as pessoas á wicca. É um caminho sem preconceitos e existem muitas tradições, as quais diferem muitas vezes em regras e preceitos no modo de estar no Paganismo. Mas muitos wiccanos são "eclécticos", escolhendo os elementos dentro do paganismo que desejam incluir nas suas práticas como wiccanos. Assim tornar-se-ão, não exactamente wiccanos, sendo que wicca foi criada por Geral Gardner e é uma tradição bastante precisa com preceitos ritualísticos bastante concisos, mas sim pagãos que incluem nos seus rituais alguns aspectos de ritualística wicca gardeniana.

Para melhor compreender porque é que as religiões não pagãs são incompatíveis com a wicca, primeiro deverá saber que a wicca é uma Tradição Pagã. Assim, todo o wiccano é um pagão   (apesar de nem todo o pagão ser necessariamente wiccano ). Paganismo é definido pelo dicionário como sendo qualquer crença religiosa
não cristã, muçulmana ou judia. Por causa disto, o conceito de um "wiccano cristão" é tecnicamente incompatível e insustentável.

Não, não somos Satanistas. Para se ser satanista ter-se-á primeiro que ser judaico-cristão, pois satã é uma crença judaico-cristã.
Deixem-me então clarificar algumas más interpretações á cerca da  wicca já que estamos a falar do assunto.

Não sacrificamos animais ou crianças. Não queremos tornar-nos Deuses, não fazemos feitiços de Amor   (no sentido de obrigar outrem amar-nos ou amar alguém contra vontade) ou feitiços de vingança. Estes não são uma prática suportada pela Wicca Rede. Não usamos chapéus pretos e pontiagudos, nem transformamos pessoas em sapos. Nunca acreditem no que se vê nos filmes. São apenas fantasia e provavelmente estão exagerados ou errados, servindo dois propósitos : o do realizador e o da história.
Não, não voamos em vassouras, e como uma amiga minha diz e com razão - é uma pena!!
Com o trânsito que para aí vai, até que dava jeito.

A Magia é muito mais complicada e tem uma natureza mais subtil. Não é simplesmente por se apontar um dedinho que se inflige em alguém uma doença fatal ou se deita a baixo uma árvore.
Alguns de nós de facto têm capacidades especiais - telekinesis, poder psíquico etc.
Mas estas capacidades levam anos e anos de estudo concentrado e uma prática incessante.

A wicca não providencia respostas fáceis!

Não esteja com grande pressa em se converter á wicca. Não existe nenhum modo instantâneo de se tornar wicca - ser wiccan é fruto de uma aprendizagem contínua e de um crescimento vivo dentro da wicca.

O melhor concelho que poderei dar ao estudante será aprender, .aprender, aprender.

Celtic Oak 2000 â

Templo de Lugh 2001® 
Reservados todos os direitos de reprodução e impressão desta página incluindo fotografias e textos.
A reprodução não autorizada do conteúdo integral ou parcial deste site será punido pela Lei.
SPA - Sociedade Portuguesa de Autores.

Webmaster m@il

Índice

Menu Principal