Make your own free website on Tripod.com

Deuses e Heróis da Irlanda Celta

Aine - Deusa Irlandesa do amor e fertilidade. Filha de Eogabail, o qual foi em tempos o enteado de Manannan mac Lir. Mais tarde foi reconhecida como uma Rainha das Fadas em Country Limerick.

Banbha - Uma das três Deusas que deram o nome á Irlanda.

 Balor - Um Fomoriano que possuia um olho venenoso. Um dos seus olhos tornou-se maligno para os outros seres, quando espiava os feiticeiros do seu pai a prepararem uma poção mágica. O fumo do caldeirão contaminou-lhe um olho. Foi-lhe permitido viver se mantivesse o olho fechado. Os Fomorianos usavam um gancho para lhe abrir o olho durante a batalha de forma a poder matar o inimigo. Pensa-se que o Castelo de Balor na Ilha de Tory, ao largo de  Donegal, tenha sido um posto avançado Fomoriano.

Boann - "Aquela do Gado Branco". Deusa Irlandesa da Liberdade e da Fertilidade, cuja a imagem é a representação de uma vaca branca. Deusa do rio Boyne. Ela é a esposa do Nechtan de Elcmar, Deus da Água, e consorte de Dagda com o qual teve um filho, o Deus Aengus. Para esconder a sua união de Nechtan, Boann e Dagda fizeram com que o Sol ficasse parado durante nove meses, de modo a que Aengus fosse concebido e nascido no mesmo dia.

Brigid - Deusa da Fertilidade, cura e poesia. Filha de Dagda e esposa de Bres. Conhecida como Brigid dos três aspectos sendo :

     1. Fogo da Inspiração como patrona da Poesia
     2. Fogo da Terra como patrona da cura e fertilidade
     3. Fogo da Forja como patrona dos ferreiros e das artes materiais.

Ela é Mãe para os homens artes e ofícios. Foi mãe de três filhos ; Creidhne, Luchtaine and Giobhniu. Tabém em Espanha e França. "Veloz Flecha de Poder" - Breo-saighead - Denominada "A Poetisa". Frequentemente chamada " As Triplas Brígidas"; As Três Damas Abençoadas da Grã-Bretanha, As Três Mães. Outro aspecto de Danu; associada a Imbolc. Tinha uma ordem exclusivamente feminina em Kildare e um fogo sagrado sempre aceso. O número das suas sacerdotisas era 19, representando o ciclo de 19 anos do " Grande Ano" Celta.

 Cian - Filho de Diancecht; casou com Ethniu, filha de Balor o Fomoriano. O seu filho era Lugh Lamhfada. Foi morto pelos filhos de Tuirenn

Cliodna - Deusa da beleza e do Outro Mundo.

Creidhne - Deus dos trabalhos em Bronze dos Tuantha De Danaan.

Daghda - Deus da Terra. " O Bom Deus"; O Grande Deus; Senhor dos Céus; Pai dos Deuses e dos Homens; Senhor da Vida e da Morte; o Arquidruida; Deus da Magia; Deus da Terra. Rei Supremo dos Tuantha De Danaan. Possuía quatro grandes  palácios nas profundezas da Terra e debaixo dos Montes ocos. O Dagda teve vários filhos, sendo os mais importantes Brigit, Angus, Midir, Oghma e Bodb, o vermelho. Deus da Morte e do renascimento; mestre de todos os ofícios; Senhor do conhecimento prefeito. Possuía um caldeirão chamado O-que-não-seca, que fornecia quantidades ilimitadas de alimento. Tinha também uma harpa de carvalho viva que fazia com que as estações mudassem pela sua ordem. Era visto vestindo uma túnica castanha, sem gola, que apenas lhe chegava aos quadris e uma capa com carapuço que mal lhe cobria os ombros. Nos pés, botas de montar. Atrás de si, puxava a sua pesada maça de guerra de oito dentes em cima de uma roda.

Danu - Principal Deusa Mãe; Antepassada dos Tuantha De Danaan; Mãe dos Deuses; Grande Mãe; Deusa Lua. Deu nome aos Tuatha De Danaan   (Povo da Deusa Danu ) . Outro aspecto da Morrigu. Patrona dos Feiticeiros; rios, poços.

 Dian Cecht - Mago - Médico dos Tuantha. Matou um terrível bebé da Morrigu. Quando trespassou o coração da criança, encontrou três serpentes que poderiam matar o que quer que fosse. Matou-as, queimando-as e atirando as suas cinzas para o rio mais próximo.
As cinzas eram tão letais que fizeram com que o rio fervesse e mataram tudo quanto aí existia. O rio chama-se hoje Barrow  - fervente. Dian Cecht teve vários filhos : Miach, Cian, Cethe e Cu, rapazes e Airmid, rapariga.

Don - " Mar profundo"; "Abismo". Rainha dos Cés; Deusa do mar e do ar. Por vezes chamada Deusa e outras Deus. Na Irlanda Don governava a Terra dos Mortos. As entradas para este Outro Mundo eram sempre num sithe - outeiro - ou plataforma funerária.

Eriu - Uma das três Rainhas dos Tuatha De Danann e filha de Dagda.

 Goibhniu - " Grande Ferreiro"; um da tríade de artesãos, juntamente com Luchtaine, o operário e Credne, o caldeireiro. Forjou todas as armas dos Tuantha De Danann; estas armas atingiam sempre o alvo e toda a ferida por elas provocada era fatal. A sua cerveja conferia aos Tuantha a invulnerabilidade.

Lugh - O Brilhante; Deus do Sol. Filho de Cian e Eithniu. Ver na página dedicada a Lugh um Deus de Características Solares.

Macha - "Corvo"; Mãe da Vida e da Morte; uma Deusa da Guerra; originalmenet uma Deusa Mãe; um dos aspectos de Morrigu. Honrada em Lughnassadh. Protectora tanto na Guerra como na Paz.

 Manannan Mac Lir - Vestia-se com um manto verde e uma fita dourada na cabeça. Deus do Mar - Irlanda - Filho do Deus do Mar Lir. A Ilha de Man e a Ilha de Arran em Firth de Clyde estavam sob a sua protecção. Em Arran, tinha um palácio chamado Emhain das Macieiras. Os seus porcos que constantemente se renovavam, eram a comida dos Tuantha De Danann e impediam-nos de envelhecer. Tinha muitas armas fabulosas: duas lanças, chamadas Vara Amarela e Dardo Vermelho; espadas chamadas O Retaliador, A Grande Fúria e A Pequena Fúria. O seu barco chamava-se Traga Ondas e o seu cavalo Crina Explêndida. Possuía uma armadura mágica que impedia as feridas e que podia tornar os Tuantha invisíveis.
Deus do Mar, Navegadores.

Morrigu - " Grande Rainha"; " Deusa Suprema da Guerra". Reinava sobre o campo de batalha, ajudando com a sua magia, mas não se juntando ás batalhas. Associada aos corvos e gralhas. O aspecto de Anciã da Deusa. A Morrigu é uma Deusa de Batalha, das Lutas e fertilidade. O seu nome pode ser traduzido como sendo "Grande Rainha" ou "Rainha Fantasma" e ambos os nomes são apropriados. A Morrigan aparece-nos tanto como uma Deusa ou como um trio de Deusas. As outras Divindades que constituem o trio são Badb - Corvo - e Macha - também conotada como Corvo, e Nemain. A Morrigan pertence aos Tuantha De Danann e ajudou a derrotar o Firbolg na Primeira Batalha de Mag Tuireadh e os Fomorianos na Segunda Batalha de Mag Tuireadh.
A origem de Morrigu parece estar directamente ligada ao culto megalítico das Mães, aparecendo geralmente como uma Deusa Tripla. Será interessante notar que as Deusas Celtas tardias da vitória, como o trio Eriu, Banba e Fotla aparecem também como um trio de Divindades femininas que usam a magia em batalha. " Influência nas esferas da batalha, mas em termos de magia e encantamento em vez de força física, é comum nestes seres."   (Ross 205  ).
Eru, uma Deusa ligada á Terra de um modo reminiscente com as Mães, pode aparecer como uma linda mulher ou como um corvo, assim como Morrigu. Alem de serem Deusas de Batalha, são muitas vezes associadas com o destino assim como com o nascimento em vários casos, juntamente com a aparição perante os mortos ou a escolta de moribundos ou feridos graves.
Morrigu aparece ao heroi Cu Chulain - filho de Lugh - e ofereceu-lhe o seu amor. Mas Cu Chulain não a reconhece e acaba por morrer em parte por não ter reconhecido o poder feminino de soberania que Morrigan lhe oferecera.

 Nuada - " Mão de Prata"; "O que concede saúde"; " O Fazedor de Nuvens"; chefe dos Deuses. Possuia uma espada invencível, um dos quatro grandes tesouros dos Tuantha. Deus das Curas.

 Oghma - "Cara de Sol"; transportava uma grande maça e era o campeão dos Tuantha. Inventou o alfabeto sagrado Ogham. Casou com Etan - filha de Diancencht - de quem teve vários filhos. Um dos filhos, Cairpre, tornou-se um Bardo profissional dos Tuantha. Poetas, escritores, literatura, as artes.

 Tailtiu - Madrasta de Lugh. Relacionada com Lughnassadh. Deusa da Terra, paz e prosperidade.

Tuantha De Danann - Raça de Deuses que, por fim, suplantaram os Fomorianos. Os Irlandeses diziam que eram gigantes que viviam em aposentos subterrâneos, em Tara, e que construíram Templos de Pedra.

*Deuses de Galia, Inglaterra e Ibéria    (em breve  )

Textos retirados dos sites
 Encyclopedia Mythica ã  e  Mythography ã
e
do livro Celtic Magic de D.J. Conway 1990 ã

Templo de Lugh 2001® 
Reservados todos os direitos de reprodução e impressão desta página incluindo fotografias e textos.
A reprodução não autorizada do conteúdo integral ou parcial deste site será punido pela Lei.
SPA - Sociedade Portuguesa de Autores.

Webmaster m@il

Índice